Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Que peso tem sua mesa?

Inicio essa trajetória de expressão contando a vocês como tenho estado incomodada com a forma com que as pessoas vem olhando para a sua alimentação e para seus corpos. Minha imagem mental dessa relação que temos cultivado com a comida e com o nosso corpo é a de uma guerra muito cruel, fortemente munida de culpa, vergonha e frustração que acaba por executar a queima roupa a estima por nós mesmos e que vem friamente nos amputando a conexão interna, a autoconfiança e o prazer em comer. Pesado né!? Também sinto isso e com muito pesar! Justamente por esse motivo que é tão importante semear outra perspectiva.

Pois é, com essa coluna objetivo trazer reflexões sobre a importância e o valor da alimentação em nossas vidas, relativizando o binômio peso-leveza. O intuito é promover a leveza na relação com a comida e aliviar o peso que imprimimos em nossos corpos. O nome “Leveza à Mesa” propõe um olhar mais suave e ao mesmo tempo profundo para o comer, uma reconciliação da busca pela saúde com o prazer em comer, uma perspectiva diferente da nutrição, uma maneira de ver a alimentação com sentido, valor, leveza e amor.

Nunca se falou tanto em O QUE comer e em O QUE NÃO comer. No entanto pesquisas recentes como a Vigitel realizada pelo Ministério da Saúde em 2016 apontam que as taxas de obesidade e sobrepeso continuam crescendo em nosso país. Em linhas gerais, não soa confuso que mesmo SABENDO melhor O QUE comer nós ainda continuemos vivendo na curva ascendente dessas taxas? É porque SABER O QUE comer é só a ponta do iceberg.

Nesse momento pare um segundo e visualize um iceberg em sua mente.

Então será que estamos convencidos de que somos O QUE comemos e só? Será que é só isso? Eu acredito que somos muito muito muito mais. A despeito de todo o reducionismo da interpretação que temos feito dessa frase, extrapolando minimamente, eu diria que somos também o PORQUE e o COMO comemos. O “O QUE” comemos está para a ponta do iceberg assim como o “PORQUE” e o “COMO” estão para a parte submersa dele. Dessa forma, se formos o que comemos, necessariamente somos também o PORQUE e o COMO, no entanto por vezes não consideramos!

A alimentação é uma necessidade básica do ser humano, é uma condição da nossa existência, é um pilar da evolução do homem, é uma construção social, um direito constitucional, uma expressão da identidade, é socialização, cultura e entre tantas outras coisas é fonte de energia e nutrientes para o bom funcionamento do organismo. Não dá mais para naufragarmos ignorando a verdadeira dimensão do Iceberg.

A alimentação é um ato biopsíquico e sociocultural e deve ser promotora da saúde em seu conceito integral. Partindo da definição da Organização Mundial da Saúde (OMS) que diz que “sáude é um estado de completo bem estar físico, mental e social, e não, simplesmente, a ausência de doenças ou enfermidades”, percebemos que a alimentação não se encerra somente no âmbito físico, ela também tem parte na saúde mental, social e cultural do ser humano. Será que nós temos visto nossa alimentação com esse olhar mais integrado? Será que temos considerado as multifunções dos alimentos ao classificá-los de bons ou ruins segundo propriedades nutricionais muitas vezes de um único nutriente de sua composição?

Nesse sentido, ao falarmos de alimentação saudável, estamos então a considerar a díade homem – alimento e assim preconizamos uma RELAÇÃO saudável do homem com a sua comida e não um consumo ditatorial de “alimentos saudáveis” pura e simplesmente.

POR QUE você come? Dentro desse porque lembramos dos nossos valores, do nosso aprendizado sobre comer ao longo da vida, das memórias afetivas que temos ao redor de uma mesa, das emoções que nos movem frente a algum alimento ou refeição. Nessa perspectiva evocamos as raízes do nosso comer, os valores e o sentido que expressamos através desse ato e conseguimos compreeender a profundidade da nutrição que a alimentação oferece. Alimentar-se é nutrir corpo, mente e alma!

COMO você come? COMO é o seu relacionamento com a comida? Saber comer depende da confiança que depositamos na nossa autorregulação, da conexão com os nossos sinais internos de fome e saciedade. Depende do tempo e da atenção que investimos no ato de comer, depende inclusive da satisfação que encontramos nessa experiência. As refeições devem ser apreciadas com calma e com alma! Estar presente para a nossa alimentação nos dá a chance de enxergar o que sentimos em relação à comida, nos faz identificar emoções que “viram” apetite e nos empodera a realizar as mudanças necessárias.

E você? Também tem se sentido culpado ao comer o bolinho de feijão ou outra iguaria que tanto gosta e que faz parte da sua história familiar porque acha que não é “saudável”? Relaxa! A culpa, a vergonha e o julgamento não contribuem para o seu autocuidado. Faça as pazes com a comida, faça as pazes com você!

Tente pensar fora da caixa do terrorismo nutricional e se permita avaliar essa preferência sob a perspectiva humana, antropológica, social, cultural. O que essa sua preferência conta da sua história? Onde esse aroma te leva? Quais sentimentos esse sabor revela? Com qual sentido este alimento é consumido na sua família? Você o come com a atenção que ele merece? Se você o comer degustando, de quanto você precisaria para se saciar?

Enfim, são tantas perguntas poderosas capazes de nos levar a respostas escondidas dentro de nós mesmos, não é!? Refletir sobre todas essas questões sozinho pode não ser fácil, e é importante saber que podemos buscar ajuda!

Eu poderia passar a tarde inteira aqui escrevendo para vocês sobre como é importante para mim esse processo de escuta interna, mas lá se vão quase duas laudas e eu preciso finalizar esse primeiro texto. Porém, não sem antes colocar uma pitada de pimenta e deixar com que o aroma do tema escolhido para essa coluna envolva vocês.

Vamos lá, 3 respirações profundas e fiquem com essa reflexão... QUE PESO TEM SUA MESA?

©2018 by Sustentável Leveza de Ser. Proudly created with Wix.com